RELATÓRIOS DE ACTIVIDADES


ASSEMBLEIA GERAL - 1 ABRIL 2017



RELATÓRIO DE ACTIVIDADES - ANO 2016

A Direcção da ADDPCTV regeu a sua actividade ao longo do ano de 2016 pelos princípios constantes dos seus Estatutos, com especial incidência na divulgação do seu Património histórico e na colaboração com outras entidades empenhadas nesse objectivo.
               Participou activamente nas reuniões da Direcção do FORUM DE ASSOCIAÇÕES DE TORRES VEDRAS.
Manteve um conjunto regular de actividades ao longo do ano, com maior ou menor impacto público de acordo com as características de cada uma.
Realizou quinzenalmente reuniões de Direcção com a presença assídua de todos os seus elementos.
Publicou trinta intervenções escritas em órgãos de imprensa local:  
       . No Badaladas, rubrica PATRIMÓNIOS: 18
       . No Boletim da Freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães, sobre monumentos locais: 4
       . No  Mila Gaipa - jornal do Centro Histórico, entrevistas e toponímia: 8

De referir ainda que, para além das actividades enunciadas no Quadro 1, foram desenvolvidas outras, ao longo do tempo, sem data definida. A saber:

   » Actualização do Arquivo da Associação;
   » Contactos frequentes com serviços camarários e outros para preparação de actividades
       ou recolha de informações;
   » Visitas a lugares e/ou monumentos, para aprofundar conhecimento sobre factos que
       nos foram indicados;
   » Preparação de visitas guiadas com reconhecimento prévio dos locais, recolha e
      sistematização de dados;
   » Gravação de testemunhos orais de antigos trabalhadores da Casa Hipólito;
   » Presença constante e regular em dois blogues e em três páginas no Facebook.


ACTIVIDADES DATADAS EM 2016

JANEIRO
11
Clube Senior da Câmara Municipal: sessão no Outeiro da Cabeça
29
Início da Acção de Formação para imigrantes, colaboração com a Câmara Municipal de T V
30
Lançamento da revista O BARRETE
FEVEREIRO
19
Acção de Formação para imigrantes (Contin.)
25
Clube Senior: sessão em Dois Portos
27
Visita guiada: “Rota dos Generais”, colaboração com Centro de Formação de Professores
MARÇO
10
Clube Senior: sessão em Santa Cruz
28
Participação no debate sobre Centros Históricos, sessão na Câmara Municipal
ABRIL
4
Clube Senior: sessão em Matacães
9
Participação no lançamento do livro “Os expostos da roda de Lisboa – Percursos de vida na Lourinhã e em Torres Vedras”, de Damas Antunes
15
Participação no lançamento do livro “A Casa Senhorial (…) A região de Torres Vedras (…) de Ana Marta Feliciano e António Santos Leite
19
Acção de Formação para imigrantes, A dos Cunhados  (Contin.)
MAIO
10
Reunião com Arq. Bruno Ferreira sobre questões diversas de interesse local
13
Clube Senior: sessão em Boavista / Olheiros
23
Acompanhamento de duas professoras universitárias em visita à Quinta das Lapas
28
Participação no Encontro de Associações do Património, em Braga
JUNHO
6
Clube Senior: sessão no Ramalhal
SETEMBRO
20
Reunião preparatória do ISA Património com Vereadora Ana Umbelino
29
Realização de Acção de Formação (um dia) para o projecto ISA Património da CMTV

Participação no júri do Prémio Municipal de Arquitectura (diversas reuniões e visitas exteriores)

Visitas de apoio aos espaços ISA Património nos dias 4, 5, 6, 9, 23 e 26
OUTUBRO


12
Visita guiada ao Conv. Varatojo com profes. do Centro de Formação
22
Primeiro passeio cultural com Casa Cultura da P. Rol: “Rota dos generais”
NOVEMBRO
9
Clube Senior: sessão na Carvoeira
22
Clube Senior: sessão em Monte Redondo
28
Ida ao CAS Runa, preparação do Passeio Cultural
DEZEMBRO
1
Passeio Cultural: CAS Runa
11
Visita guiada à Igr. Misericórdia seguida de Concerto de Órgão

««« »»»
RUBRICA PATRIMÓNIOS NO JORNAL BADALADAS

˜ 9 crónicas e 9 entrevistas, com a participação de 10 novos colaboradores
Ø 8 JANEIRO q A Vida de Wenceslau à Margarida Brilha
Ø 29 JANEIRO q Taberna do Venceslau à Entrevista a José Venceslau
Ø 19 FEVEREIRO q O Bairro Tertuliano à Entrevista a José Venceslau
Ø 11 MARÇO q O Silva do Café à Entrevista a Joaquim Silva
Ø 1 ABRIL q O Silva do Hotel à a Entrevista a Joaquim Silva
Ø 22 ABRIL q Alguns aspectos da toponímia de Torres Vedras (I Parte)  à João Flores Cunha
Ø 13 MAIO q Alguns aspectos da toponímia de Torres Vedras (II Parte)  à João Flores Cunha
Ø 3 JUNHO q Alguns aspectos da toponímia de Torres Vedras (III Parte)  à João Flores Cunha
Ø 24 JUNHO q Vivências na Casa Hipólito (I Parte) à Entrevista a Luís Fortes
Ø 15 JULHO q Vivências na Casa Hipólito (II Parte) à Entrevista a Luís Fortes
Ø 5 AGOSTO q Torrienses na 1.ª Guerra Mundial (1914-1918) à Helder Ramos
Ø 26 AGOSTO q Maximino dos Santos, um combatente da 1ª G. G. à Entrevista a António Alberto dos Santos
Ø 16 SETEMBRO q O meu avô Amâncio, um combatente da 1ª Grande Guerra à João Flores Cunha
Ø 7 OUTUBRO q Joaquim Jacinto, um combatente da 1ª Grande Guerra
Ø 28 OUTUBRO q Dionísio dos Santos, um combatente do Maxial na 1ª Grande Guerra
Ø 18 NOVEMBRO q Boaventura Nicolau dos Santos, um combatente do Casal dos Pêgos na 1ª Grande Guerra
Ø 9 DEZEMBRO q Afonso Vilela, um médico na 1ª Grande Guerra à Entrevista a Maria da Conceição Vilela
Ø 30 DEZEMBRO q Joaquim Gomes, um combatente do Amial na 1ª G. Guerra à Entrevista a Joaquim Gomes
NOTA: Até 30 de Dezembro de 2016 participaram 46 colaboradores para um total de 108 crónicas e entrevistas



VISUALIZAÇÕES DOS BLOGUES EM 30 MARÇO
 PATRIMÓNIOS


Visualizações de páginas de hoje (30 Março)
185

Visualizações de página de ontem
423

Visualizações de páginas no último mês
5 945

Histórico total de visualizações de páginas
176 530





LINHAS DE TORRES VEDRAS

Visualizações de páginas de hoje (30 Março)
113

Visualizações de página de ontem
265

Visualizações de páginas no último mês
5 090

Histórico total de visualizações de páginas
119 999


 
  

A DIRECÇÃO DA ADDPCTV

Joaquim Moedas Duarte
José Pedro Sobreiro
Luís Filipe Rodrigues
Pedro Fiéis
Carlos Cunha


.....oOo.....

CANDIDATOS AOS CORPOS GERENTES

ELEITOS PARA O BIÉNIO 2017 / 2018


ASSEMBLEIA GERAL


Maria Margarida Santos Brilha Roque Vale
José Manuel Pinto Gouveia
António Guilherme Branco Gonzalez


DIRECÇÃO


Joaquim Manuel Jorge Moedas Duarte
José Pedro Geraldes Sobreiro
Luís Filipe Oliveira Rodrigues
Pedro Carlos Marques Fiéis 
Carlos Manuel Ribeiro da Cunha


CONSELHO FISCAL

António Manuel Ezequiel Duarte
Joaquim Esteves Jordão Pereira
José Eduardo Miranda Santos Sapateiro

...oOo...


PLANO DE ACTIVIDADES


Com o objectivo de dar continuidade ao trabalho que vem realizando, a actual Direcção propõe a sua recandidatura para o biénio 2017 / 2018 com os seguintes princípios orientadores:

1.      Unificar a sua acção em torno do conceito de PATRIMÓNIOS e de três linhas orientadoras da sua concretização: ESTUDO E PRESERVAÇÃO / DIVULGAÇÃO / INTERVENÇÃO
2.      Cooperar com as autarquias e outras associações na valorização e divulgação do nosso Património.

1.      ESTUDO E PRESERVAÇÃO

. Continuar a organização do arquivo, designadamente a base de dados fotográfica sobre
  monumentos e aspectos urbanísticos, tendo em vista, prioritariamente, o projecto Memórias
  do século XX

. Escrever a História da ADDPCTV como forma de aprofundar a sua identidade cultural
  e valorizar a sua participação na comunidade torriense desde 1979

. Eleger anualmente um tema relevante que unifique e oriente a reflexão interna

. Dar continuidade à recolha de testemunhos orais sobre as memórias do século XX
       
                     
2.      DIVULGAÇÃO

. Colaborar regularmente nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente:
  dando continuidade à rubrica PATRIMÓNIOS; textos no jornal do Centro Histórico MILA GAIPA;
  igualmente, no BOLETIM da freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães

. Organizar passeios culturais temáticos CAMINHOS DA MEMÓRIA: moinhos e
  azenhas; quintas e solares; conventos do Oeste; santuários e ermidas; outras terras,
  outros patrimónios;

. Realizar um passeio cultural anual a pontos de interesse do País.
               2017: Santarém (Museu Diocesano e Convento de S. Francisco)
               2018: Setúbal (Igreja do Convento de Jesus e Santuário do Cabo Espichel)

. Prestar serviços: visitas guiadas e sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA

. Participar, no âmbito de uma parceria formal, como agente cultural específico nos projectos da
  Câmara Municipal de Torres Vedras: ISA-Património e OFICINAS DO SABER

. Presença regular na internet com os blogues PATRIMÓNIOS
  (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com) e LINHAS DE TORRES VEDRAS
  (http://linhasdetorres.blogspot.com ) ; Facebook com as páginas Património de
  Torres Vedras,  Associação do Património Cultural de Torres Vedras e Viva Patimónio.

. Manter abertas ou criar novas possibilidades de colaboração e de parcerias com
  escolas e outras entidades interessadas

3.      INTERVENÇÃO

. Elaborar pareceres e apresentar propostas no âmbito das competências legalmente
  reconhecidas às associações do património (Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro)

. Participar em eventos e iniciativas locais ou nacionais que de algum modo se relacionem com
  os objectivos da Associação

. Acompanhar o desenvolvimento do Plano de Reabilitação do Centro Histórico, face às  
  alterações que venha a registar, no sentido da conservação do carácter histórico/tradicional dos
  seus edifícios e do equilíbrio do seu ambiente urbano.
  Neste âmbito:
       - Propor a revisão do mesmo Plano tendo em conta, sobretudo, a vocação de duas grandes
         zonas devolutas – os espaços da ex fábrica Hipólito e do Sporting Clube de Torres – e
         questionando os projectos previstos pela Câmara Municipal para esses espaços.

. Igualmente acompanhar atentamente a situação do antigo Convento do Barro e das instalações
  do antigo IVV ( Instituto do Vinho e da Vinha).
      
 . Questionar e debater a actual situação do Museu Municipal e do seu importante espólio,
   designadamente em função dos novos espaços de musealização anunciados.

. Lançar de campanha para salvaguarda da Casa das Termas da Fonte Nova, começando
  com página no Badaladas, dando seguimento ao artigo escrito no blog em Fevereiro de 2013,    
  tornado premente pela sinalética de venda e consequente projecto para o local.

. Organizar encontro de reflexão sobre o Museu Municipal com intervenientes locais,  
  O que queremos do nosso museu? Como articular os diversos projectos em curso de oferta
  museológica? Dar voz a quem vive no concelho.

. Continuar a acompanhar o PUCTV, nomeadamente nas propostas por nós apresentadas,       
  através da apresentação fundamentada de um Plano de Salvaguarda de edificações
  consideradas importantes para a história da cidade, ou de espaços construídos, como o Bairro  
  Novo.

. Lançamento de Linha Editorial própria, com o objectivo de uma a duas edições anuais.

. Organização anual de Conferências sobre património e figuras torrienses, 3 sábados,
  periodicidade quinzenal.

. Acompanhar as situações da igreja de São Tiago e da igreja de S. Pedro, em colaboração com  
  a Paróquia e a autarquia.
. Realizar umaxposição no Fórum dedicada à cidade, uma segunda parte daquilo que foi feito  
  nos primórdios da Associação – Torres Vedras que futuro, introduzindo-se o tema de
  expansão tal como projectado pelo PUCTV.

. Propor a instalação de Monumento indicativo da memória da igreja de S. Miguel e de placas a
   assinalar espaços importantes para a cidade, com indicação genérica ESPAÇOS COM
   HISTÓRIA. Ex: Paços do Patim, Casa Hipólito, FAS…

. Propor a instalação de placas em acrílico assinalando espaços interiores das igrejas: altares,
  lápides, etc..
. Insistir com o tema das Cabeceiras de Sepultura do Turcifal, de modo a encontrar um espaço
  condigno para as mesmas.  

. Iniciar um programa de Tertúlias no bar do Fórum, com periodicidade mensal.

. Participar do Programa Pedagógico de Torres Vedras com uma actividade anual.
. Acompanhar o desenvolvimento da intervenção no Castro do Zambujal, insistindo na  
  construção de passadiços e/ou pontos de observação que impeçam a livre circulação sobre os
  espaços arqueológicos.

 . Fazer as diligências necessárias e possíveis para a renovação dos quadros directivos da nossa
   Associação.


              
Torres Vedras, 1 de Abril de 2017
Joaquim Moedas Duarte
José Pedro Sobreiro
Luís Filipe Rodrigues
Pedro Fiéis
Carlos Cunha



........................................................................................
.........................................................................................

ASSEMBLEIA GERAL - 8 ABRIL 2016

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES  - ANO 2015



A Direcção da ADDPCTV teve presente na sua actividade ao longo do ano de 2015  os seguintes princípios:   
1.      Unificar a sua acção em torno do conceito de PATRIMÓNIOS e de três linhas orientadoras da sua concretização: ESTUDO E PRESERVAÇÃO / DIVULGAÇÃO / INTERVENÇÃO
2.      Renovar a base social de apoio da Associação, procurando novos colaboradores e novos públicos.
3.      Contribuir para a dinamização do espaço FORUM onde se situa a sua sede social.
4.      Cooperar com as autarquias e outras associações na valorização e divulgação do nosso Património.
Mantivemos um conjunto regular de actividades ao longo do ano com maior ou menor impacto público de acordo com as características de cada uma. Salientamos a quantidade e a diversidade de intervenções escritas com textos originais publicados no Badaladas, no Boletim da Freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães e no Mila Gaipa - jornal do Cenro Histórico, criado em 2014 e de cujo corpo redactorial fazemos parte.
De referir ainda que, para além das actividades enunciadas no Quadro 1, foram desenvolvidas outras ao longo do tempo cuja característica básica é o facto de se prolongarem sem data definida. A saber:

•Reoganização do Arquivo da Associação;
• contactos frequentes com serviços camarários e outros para preparação de actividades
   ou recolha de informações;
• visitas a lugares e/ou monumentos, para aprofundar conhecimento sobre factos que
   nos foram indicados;
• preparação de visitas guiadas com reconhecimento prévio dos locais, recolha e
   sistematização de dados;
• múltiplos contactos com colaboradores da rubrica Patrimónios, no Badaladas;
• presença constante e regular nos blogues e no Facebook.

                                                   QUADRO 1

ACTIVIDADES EM 2015

JANEIRO

 Boletim nº 6 da Freguesia de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Forte S. Vicente
16
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Francisco Ant.Silva - I Parte
FEVEREIRO

Colaboração no MILA GAIPA nº 5
6
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Francisco Ant.Silva – II Parte
7
O BARRETE nº 19 – Participação no Carnaval de TV
20
LUGAR ONDE (Badaladas): Indústria torriense
27
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Sobre o Choupal
MARÇO
12
Análise ao Plano de Urbanização de Torres Vedras, no Arquivo Municipal
13
Estudo no terreno sobre o Plano de Urbanização de Torres Vedras
17
Colaboração com Esc. S. Gonçalo: a toponímia torriense
19
Idem, com outra Turma
20
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Sobre o Choupal
31
Visita guiada à Igreja de A dos Cunhados e Pró-Memória com Clube Sénior da Câm Mun. TV
ABRIL

Boletim nº 7 das Freguesias |Tema: Tholos do Barro

Colaboração no MILA GAIPA nº 6
18
Dia Intern. Monumentos e Sítios: Igreja de Santiago
10
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Sobre Amilcar Guerreiro I
29
Visita guiada ao CAS Runa | Clube Senior CMTV
MAIO
1
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Sobre Amilcar Guerreiro II
19
Assembleia Geral Eleitoral da ADDPCTV
20
Visita guiada ao CAS Runa | Seniores TV
22
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Firma Fonseca & Lisboa I
JUNHO

Colaboração no MILA GAIPA nº 7
12
 PATRIMÓNIOS no Badaladas: Firma Fonseca & Lisboa II
24
Visita guiada ao CAS Runa | Seniores TV
JULHO

Página no Bol. nº 8 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Igr. E Conv. Graça

Colaboração no MILA GAIPA nº 7
3
PATRIMÓNIOS no Badaladas: A loja do Ti Gregório I
24
PATRIMÓNIOS no Badaladas: A loja do Ti Gregório II
AGOSTO

Colaboração no MILA GAIPA nº 8
14
PATRIMÓNIOS no Badaladas: A Casa Miranda I
21
Página LUGAR ONDE – Casa Hipólito
SETEMBRO
2
Realização de Acção de Formação (um dia) para o projecto ISA Património da CMTV
4
PATRIMÓNIOS no Badaladas: A Casa Miranda II
19
Jornadas Europeias do Património: Mostra Exposit. E Colóquio s/ Casa Hipólito
25
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Jornadas Europeias do Património
OUTUBRO

Página no Boletim nº 9 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Mat.| Tema: Azulejos Conv Graça

Colaboração no MILA GAIPA nº 9
2
PATRIMÓNIOS no Badaladas: O Armazém do Rocha Peixeiro I
13
Aula sobre Património na ESCO
16
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Quem foi o Rocha Peixeiro II
23
Página LUGAR ONDE | S. Frei Gil e a Quinta das Lapas
NOVEMBRO
6
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Entre Peniche e Torres…III
27
PATRIMÓNIOS no Badaladas: A cocheira do Rocha Peixeiro IV
DEZEMBRO

Colaboração no MILA GAIPA nº10
16
Formação ISA Património na Capela da Srª do Amial
Encontro com Vereador do Urbanismo, Arq. Bruno Ferreira
18
PATRIMÓNIOS no Badaladas: Os motores a gasogéneo… V

BLOGUE PATRIMÓNIOS
4 Abril 2016

Visualizações de páginas de hoje (4 Abril)
83

Visualizações de página de ontem
39

Visualizações de páginas no último mês
1 217

Histórico total de visualizações de páginas
117 210






PLANO DE ACTIVIDADES para 2016

Este é o segundo e último ano do presente mandato. Propomo-nos guiar a nossa acção pelos princípios definidos na nossa candidatura de 2015 e dar continuidade ao conjunto de actividades que temos vindo a desenvolver. Assim:


1.      ESTUDO E PRESERVAÇÃO

. Concluir a organização do arquivo;

. Escrever a História da ADDPCTV como forma de aprofundar a sua identidade cultural
  e valorizar a sua participação na comunidade torriense desde 1979

. Concluir a primeira parte do Projecto MEMÓRIAS DO SÉCULO XX – baseada na
  recolha de testemunhos orais – e lançar uma nova abordagem centrada na
  reconstituição do tecido social, cultural e económico de Torres Vedras.

2.      DIVULGAÇÃO

. Colaborar regularmente nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente:
  dando continuidade à rubrica PATRIMÓNIOS, no BADALADAS, textos no jornal do Centro  
  Histórico MILA GAIPA e no BOLETIM da freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães
. Organizar um passeio cultural temático ao Santuário de Nossa Senhora dos Milagres
. Prestar serviços: visitas guiadas e sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA
. Participar, no âmbito de uma parceria formal, como agente cultural específico nos projectos da
  CMTV: ISA PATRIMÓNIO e OFICINAS DO SABER
. Marcar presença regular na internet com os blogues PATRIMÓNIOS
  (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com) e LINHAS DE TORRES VEDRAS
  (http://linhasdetorres.blogspot.com ) ; Facebook com as páginas Património de
  Torres Vedras,  Associação do Património Cultural de Torres Vedras e Viva Patimónio.
. Manter abertas ou criar novas possibilidades de colaboração e de parcerias com
  escolas e outras entidades interessadas

3.      INTERVENÇÃO

. Elaborar pareceres e apresentar propostas no âmbito das competências legalmente
  reconhecidas às associações do património (Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro)
. Participar em eventos e iniciativas locais que de algum modo se relacionem com os
  objectivos da Associação
. Comemorar o DIA INTERNACIONAL DE MONUMENTOS E SÍTIOS (18 Abril) e as
  JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO (Setembro)

. Acompanhar o desenvolvimento do Plano de Reabilitação do Centro Histórico, face às  
  alterações que venha a registar, no sentido da conservação do carácter histórico/tradicional dos
  seus edifícios e do equilíbrio do seu ambiente urbano.
  Neste âmbito:
       - Propor a revisão do mesmo Plano tendo em conta, sobretudo, a vocação de duas grandes
         zonas devolutas – os espaços da ex-fábrica Hipólito e do Sporting Clube de Torres.
       - Questionar e debater o futuro da Igreja de Santiago, quanto a possíveis novas funções     
         (envolvendo a Paróquia, a CMTV e a comunidade).
       - Questionar a CMTV quanto à identificação dos vestígios do Paço do Patim.
       - Idem, sobre a pertinência da criação de um Centro Interpretativo da Comunidade Judaica,  
         a instalar numa casa do bairro do Castelo, face a uma ausência de política museológica geral.

 . Questionar e debater a actual situação do Museu Municipal e do seu importante espólio,
   designadamente em função dos novos espaços de musealização anunciados.
Para além desta sistematização propomos ainda:
               . Actualizar a lista de sócios e adoptar um modo expedito de recepção de quotas.
               . Tendo em conta os mais de trinta anos de vigência dos actuais estatutos, realizar uma       
                  Assembleia Geral Extraordinária com a finalidade de actualizar a localização da sede social e
                  proceder às alterações estatutárias que se revelem mais adequadas.
               . Formalizar modos de actuação da Associação em torno da elaboração de Projectos escritos com
                  vista à sua apresentação a entidades externas que possam contribuir para a sua concretização.
               . Realizar sessões abertas, em locais a designar, com vista à sensibilização e captação de novos      
                  públicos e colaboradores.
. Retomar a edição do CD  sobre Torres Vedras bem como a publicação de “A Electricidade em
  Torres Vedras” -  programada em 2012, aquando da comemoração do Centenário da
   electricidade no nosso concelho, por iniciativa da nossa Associação,
              
Torres Vedras, 8 / Abril / 2016
A DIRECÇÃO:
Joaquim Moedas Duarte
José Pedro Sobreiro
Lúis Filipe Rodrigues
Pedro Fiéis
Carlos Cunha



..................................................................................................................................
..................................................................................................................................

ASSEMBLEIA GERAL - 23 MAIO 2015

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES - ANO 2014


A Direcção da ADDPCTV continuou a guiar-se pelos princípios definidos aquando da sua eleição em 2013, nomeadamente:  1 – orientar a sua acção pelos objectivos da Associação, constantes dos seus Estatutos; 2 –  articular três perspectivas de actuação em torno do conceito de PATRIMÓNIOS: defesa e preservação / divulgação / visibilidade de procedimentos, voltando a Associação para o exterior.
Este foi o ano da mudança para as novas instalações do Forum de Associações de Torres Vedras, com todas as vicissitudes inerentes. Essa condicionante estava explícita num terceiro princípio de acção enunciado na anterior Assembleia Geral - «adoptar um modelo de actuação ajustado às características do novo espaço da sua sede social». A inauguração da sede do Forum foi em 25 de Outubro de 2014 mas temos de reconhecer que essa linha orientadora ainda não foi desenvolvida.
Como se pode verificar nos quadros abaixo insertos, mantivemos um conjunto regular de actividades ao longo do ano com maior ou menor impacto público de acordo com as características de cada uma. Salientamos a quantidade e a diversidade de intervenções escritas – 30 no total - com textos originais publicados no Badaladas, no Boletim da Freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães e no Mila Gaipa - jornal do Cenro Histórico, criado em 2014 e de cujo corpo redactorial fazemos parte. É de toda a justiça salientar o bom acolhimento e colaboração que continuamos a encontrar no jornal Badaladas, fazendo jus, aliás, ao facto de ele ser, desde a primeira hora, um activo defensor e divulgador do nosso património cultural.
De referir ainda que, para além das actividades enunciadas no Quadro 1, foram desenvolvidas outras ao longo do tempo cuja característica básica é o facto de se prolongarem sem data definida. A saber:
• entrevistas vídeo-gravadas do Projecto MEMÓRIAS DO SÉC. XX;
• contactos frequentes com serviços camarários e outros para preparação de actividades
   ou recolha de informações;
• visitas a lugares e/ou monumentos, para aprofundar conhecimento sobre factos que
   nos foram indicados;
• nova candidatura – que não teve êxito – ao Programa Leader Oeste;
• preparação de visitas guiadas com reconhecimento prévio dos locais, recolha e
   sistematização de dados;
• No âmbito do Prémio Bienal de Arquitectura da CMTV – para cujo júri fomos, mais uma
   vez, convidados -  visita e apreciação dos edifícios a concurso, em todo o concelho;
• múltiplos contactos com colaboradores da rubrica Patrimónios, no Badaladas e Projecto
   Memórias do séc. XX;
• presença constante e regular nos blogues e no Facebook. De referir que nesta rede
   social, para além da página inicial que atingiu o máximo permitido de adesões ( 5 000 ),
   foi criada outra página que teve um número significativo de likes (1050). A página VIVA
   PATRIMÓNIO, mais vocacionada para os roteiros turístico-patrimoniais, manteve-se
   activa com um número regular de visualizações.







Sistematização das actividades realizadas:
                                                   QUADRO 1
ACTIVIDADES EM 2014
JANEIRO

Página no Boletim nº 2 da Freguesia de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Matacães
3
PATRIMÓNIOS no Badaladas
15
Visita guiada à Igreja da Misericórdia | Clube Senior CMTV
24
PATRIMÓNIOS no Badaladas
FEVEREIRO
1
Visita guiada ao Centro Histórico | Parceria  MMLT
4
Participação num colóquio sobre Turismo, AudIt. Munic., CMTV
14
PATRIMÓNIOS no Badaladas
16
Visita guiada ao Forte de S. Vicente | Parceria MMLT
19
Visita guiada à Igreja S. Pedro (T. Vedras) | Clube Senior CMTV
MARÇO

O BARRETE nº 18 – Participação no Carnaval de TV

Página no Bol. nº 3 da Freguesia de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Chaf. dos Canos
7
PATRIMÓNIOS no Badaladas
12
Sessão na Escola Maxial ( Semana da História): Monumentos Nacionais de Torres Vedras
21
Página LUGAR ONDE no Badaladas | Azulejos setecentistas do Mestre PMP em TV
24
Visita guiada à Igreja da Freiria |Clube Senior da CMTV
28
PATRIMÓNIOS no Badaladas
ABRIL
12
Dia Intern. Monumentos e Sítios |A FONTE NOVA | Parceria com MMLT
18
PATRIMÓNIOS no Badaladas
24
Visita guiada à Igreja de Matacães | Clube Senior CMTV
MAIO
3
Visita guiada ao Museu MLT do Grupo dos Amigos do Museu e Arte Antiga
7
Visita guiada ao Convento do Varatojo | Clube Senior CMTV
9
PATRIMÓNIOS no Badaladas
21
Visita guiada ao Convento do Varatojo | Seniores de Sintra e Cascais
30
PATRIMÓNIOS no Badaladas
JUNHO

Página no Bol. nº 4 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Matacães |Tema: Castro do Zambujal
7
MILA GAIPA nº 1 |Jornal do Centro Histórico de TV
Abertura do QUEBRA COSTAS BAR (FORUM DAS ASSOCIAÇÕES)
12
Visita guiada à Igreja do Turcifal | Clube Senior CMTV
17
Visita guiada - “ROTA DO LITORAL” com Associação dos Amigos dos Castelos
20
 PATRIMÓNIOS no Badaladas
JULHO

Preparação das Jornadas Europeias do Património, a realizar em Setembro
11
Chás de Pedra | Santa Cruz | A Quinta das Lapas
PATRIMÓNIOS no Badaladas
AGOSTO
1
PATRIMÓNIOS no Badaladas
2
MILA GAIPA nº 2
22
PATRIMÓNIOS no Badaladas
SETEMBRO

Colaboração com o arqueólogo António Gonzalez sobre Fonte dos Negros
12
PATRIMÓNIOS no Badaladas
22
Realização de Acção de Formação (um dia) para o projecto ISA Património da CMTV
26
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Jornadas Europeias do Património
27
Jornadas Europ. Património - Visita Guiada à Igr. A dos Cunhados e Núcleo Museológico
Duas sessões no FORUM sobre Monumentos Nacionais de Torres Vedras
OUTUBRO

Página no Boletim nº 5 da Freg. de St. Maria, S. Pedro e Matacães | Tema: Conv. Varatojo

MILA GAIPA nº 3
3
PATRIMÓNIOS no Badaladas
24
Página LUGAR ONDE | Inauguração do FORUM
31
PATRIMÓNIOS no Badaladas
NOVEMBRO
1
Participação num colóquio sobre reabilitação do Centro Histórico | Organ. Estufa, TV
14
PATRIMÓNIOS no Badaladas
21
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Igreja de Santiago
DEZEMBRO

MILA GAIPA nº 4

Participação no júri do Prémio Bienal de Arquitectura da CMTV
5
PATRIMÓNIOS no Badaladas
19
Página LUGAR ONDE (Badaladas)|Igreja de S. Pedro fecha para obras
26
PATRIMÓNIOS no Badaladas

Quadro 2
RUBRICA «PATRIMÓNIOS » no  jornal Badaladas

Ø 3 JANEIRO q A outra face da vida no Centro Histórico (2ª Parte) à Elias de Carvalho
Ø 24 JANEIRO q Origens da Casa Damião (1ª Parte) à Francisco Paulo Damião
Ø 14 FEVEREIRO q Origens da Casa Damião (2ª Parte) à Francisco Paulo Damião
Ø 7 MARÇO q  Um retrato do antigo largo de S. Pedro à Francisco Paulo Damião
Ø 28 MARÇO q Um olhar sobre o Centro Histórico à Irene Antunes
Ø 18 ABRIL q A vida no meu bairro (1ª Parte) à Gilda Ferreira
Ø 9 MAIO q  A vida no meu bairro (2ª Parte) à Gilda Ferreira
Ø 30 MAIO q à Quando eu tinha sete anos à Gilda Ferreira
Ø 20 JUNHO q à Histórias de uma Rua à Margarida Ribeiro
Ø 11 JULHO q Origens da Casa Lafaia à Maria La Salette Lafaia
Ø 1 AGOSTO q O largo da Graça na década de trinta à Maria Aldina Rebelo
Ø 22 AGOSTO q O Fundador da Ourivesaria Anselmo (I Parte) à José Afonso Torres
Ø 12 SETEMBRO q Anselmo Torres: de Alfaiate a Ourives (II Parte)  à José Afonso Torres
Ø 3 OUTUBRO q Origens da Ourivesaria Anselmo (III Parte) à José Afonso Torres
Ø 31 OUTUBRO q Memórias do ‘Operário’ (I Parte) à José Ramos
Ø 14 NOVEMBRO q Memórias do ‘Operário’ (II Parte) à José Ramos
Ø 5 DEZEMBRO q O Bairro Leonor à Entrevista a Luís Madeira
Ø 26 DEZEMBRO q Da Rua Detrás do Açougue ao Largo de S.to António à José Afonso Torres



Quadro 3

SISTEMATIZAÇÃO TEMÁTICA

Muitas das actividades realizadas podem ser integradas em mais do que uma perspectiva de acção. Outras há que assumem claramente uma só vertente. Contudo,  é a pluralidade de significações que predomina. Assim, podemos agrupar as actividades pela vertente dominante:

Página no Boletim de Freguesia
4
Jornal Mila Gaipa
4
Página LUGAR ONDE - Badaladas
4
PATRIMÓNIOS no Badaladas (9 novos colaboradores)
18
Visitas guiadas
11
Sessões públicas
7
Dias especiais - Jorn. Europ.do Patrim. e Dia Intern. dos Monum. e Sítios
2
Acções em parceria com serviços da CMTV
12
Entrevistas vídeo-gravadas no âmbito do Projecto TORRES VEDRAS -  MEMÓRIAS DO SÉCULO XX (cerca de 25 horas de gravações)
9




                                       
Agradecemos aos nossos sócios e amigos a colaboração prestada, certos de que sem ela não teria sido possível dar continuidade à nossa missão central que é a defesa e a divulgação do nosso Património.

Torres Vedras, 23 / Maio / 2015
A DIRECÇÃO da ADDPC





...oOo...


CANDIDATOS AOS CORPOS GERENTES

ELEITOS PARA O BIÉNIO 2015 / 2016

LISTA A


ASSEMBLEIA GERAL

Carlos Manuel Conceição Guardado Silva

Maria Margarida Santos Brilha Roque Vale

Joaquim Ramos Cosme




DIRECÇÃO

Joaquim Manuel Jorge Moedas Duarte

José Pedro Geraldes Sobreiro

Luís Filipe Oliveira Rodrigues

Pedro Carlos Marques Fiéis 

Carlos Manuel Ribeiro da Cunha




CONSELHO FISCAL

António Manuel Ezequiel Duarte

Joaquim Esteves Jordão Pereira

José Eduardo Miranda Santos Sapateiro




PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2015


OBJECTIVOS E PLANO DE ACTIVIDADES

Com o objectivo de dar continuidade ao trabalho que vem realizando, a actual Direcção propõe a sua recandidatura para o biénio 2015 / 2016 com os seguintes princípios orientadores:
1.      Unificar a sua acção em torno do conceito de PATRIMÓNIOS e de três linhas orientadoras da sua concretização: ESTUDO E PRESERVAÇÃO / DIVULGAÇÃO / INTERVENÇÃO
2.      Renovar a base social de apoio da Associação, procurando novos colaboradores e novos públicos.
3.      Contribuir para a dinamização do espaço FORUM onde se situa a sua sede social.
4.      Cooperar com as autarquias e outras associações na valorização e divulgação do nosso Património.
Analisando o anterior plano de actividades teremos de reconhecer que algumas delas não foram concretizadas mas mantêm a sua actualidade e potencialidade. Impõe-se, portanto, a sua recuperação.
Assim, e mantendo a estrutura expositiva já constante dessa plano anterior, propomos:

1.      ESTUDO E PRESERVAÇÃO

. Continuar a organização do arquivo, designadamente a base de dados fotográfica sobre
  monumentos e aspectos urbanísticos, tendo em vista, prioritariamente, o projecto Memórias
  do século XX

. Escrever a História da ADDPCTV como forma de aprofundar a sua identidade cultural
  e valorizar a sua participação na comunidade torriense desde 1979

. Eleger anualmente um tema relevante que unifique e oriente a reflexão interna

. Concluir a primeira parte do Projecto MEMÓRIAS DO SÉCULO XX – baseada na
  recolha de testemunhos orais – e lançar uma nova abordagem centrada na
  reconstituição do tecido social, cultural e económico de Torres Vedras

. Conceber e produzir a Exposição “Torres Vedras- Memórias do Século XX” para exibição
  aquando da apresentação do documentário vídeo – a qual poderá vir a transformar-se
  em exposição permanente no quadro de uma eventual reestruturação do espaço Fórum.

. Contribuir para a preservação e valorização do espólio da Casa Hipólito, à guarda do
  MMLT (Museu Municipal Leonel Trindade), através do estudo do seu conteúdo e da
  recolha de testemunhos vídeogravados de antigos trabalhadores daquela fábrica

. Realizar colóquios/tertúlias sob a designação ARTES E OFÍCIOS, com artesãos de
  diferentes gerações, em articulação com o IAO (Instituto de Artes e Ofícios)

2.      DIVULGAÇÃO

. Colaborar regularmente nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente:
  dando continuidade à rubrica PATRIMÓNIOS e à página LUGAR ONDE no semanário
  BADALADAS; textos no jornal do Centro Histórico MILA GAIPA;
  igualmente, no BOLETIM da freguesia de Santa Maria, S. Pedro e Matacães

. Organizar passeios culturais temáticos CAMINHOS DA MEMÓRIA: moinhos e
  azenhas; quintas e solares; conventos do Oeste; santuários e ermidas; outras terras,
  outros patrimónios

. Prestar serviços: visitas guiadas e sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA

. Participar, no âmbito de uma parceria formal, como agente cultural específico nos projectos da
  CMTV: ISA e OFICINAS DO SABER

. Marcar presença regular na internet com os blogues PATRIMÓNIOS
  (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com) e LINHAS DE TORRES VEDRAS
  (http://linhasdetorres.blogspot.com ) ; Facebook com as páginas Património de
  Torres Vedras,  Associação do Património Cultural de Torres Vedras e Viva Patimónio.

. Manter abertas ou criar novas possibilidades de colaboração e de parcerias com
  escolas e outras entidades interessadas

3.      INTERVENÇÃO

. Elaborar pareceres e apresentar propostas no âmbito das competências legalmente
  reconhecidas às associações do património (Lei nº 107/2001, de 8 de Setembro)

. Participar em eventos e iniciativas locais que de algum modo se relacionem com os
  objectivos da Associação

. Comemorar o DIA INTERNACIONAL DE MONUMENTOS E SÍTIOS (18 Abril) e as
  JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO (Setembro)

. Acompanhar o desenvolvimento do Plano de Reabilitação do Centro Histórico, face às  
  alterações que venha a registar, no sentido da conservação do carácter histórico/tradicional dos
  seus edifícios e do equilíbrio do seu ambiente urbano.
  Neste âmbito:
       - Propor a revisão do mesmo Plano tendo em conta, sobretudo, a vocação de duas grandes
         zonas devolutas – os espaços da ex fábrica Hipólito e do Sporting Clube de Torres.
       - Questionar e debater o futuro da Igreja de Santiago, quanto a possíveis novas funções     
         (envolvendo a Paróquia, a CMTV e a comunidade).
       - Questionar a CMTV quanto à identificação dos vestígios do Paço do Patim.
       - Idem, sobre a pertinência da criação de um Museu Judaico, a instalar numa       
         casa do bairro do Castelo, face a uma ausência de política museológica geral.

 . Questionar e debater a actual situação do Museu Municipal e do seu importante espólio,
   designadamente em função dos novos espaços de musealização anunciados.


Para além desta sistematização propomos ainda:
               . Actualizar a lista de sócios e adoptar um modo expedito de recepção de quotas.
               . Tendo em conta os mais de trinta anos de vigência dos actuais estatutos, realizar uma       
                  Assembleia Geral Extraordinária com a finalidade de actualizar a localização da sede social e
                  proceder às alterações estatutárias que se revelem mais adequadas.

               . Formalizar modos de actuação da Associação em torno da elaboração de Projectos escritos com
                  vista à sua apresentação a entidades externas que possam contribuir para a sua concretização.

               . Criar uma FOLHA INFORMATIVA em linha para sócios e outros interessados.
               . Realizar sessões abertas, em locais a designar, com vista à sensibilização e captação de novos      
                  públicos e colaboradores.

               . Estudar e concretizar parcerias para realização de estágios de apoio ao projecto TORRES VEDRAS                  MEMÓRIAS DO SÉCULO XX.
. Lançar uma colecção de livros ilustrados “Histórias de Torres Vedras”(infanto juvenil).
. Retomar a edição do CD  sobre Torres Vedras bem como a publicação de “A Electricidade em
  Torres Vedras” -  programada em 2012, aquando da comemoração do Centenário da
   electricidade no nosso concelho, por iniciativa da nossa Associação.

. Participar nas actividades de reconstituição histórica no âmbito das Linhas de Torres.
              
Torres Vedras, 23 / Maio / 2015
Joaquim Moedas Duarte
José Pedro Sobreiro
Lúis Filipe Rodrigues
Pedro Fiéis

Carlos Cunha





.............................................................................................................................................
.............................................................................................................................................



ASSEMBLEIA GERAL - 23 MAIO 2014







RELATÓRIO DE ACTIVIDADES 
RELATIVO AO ANO 2013


A Direcção da ADDPCTV, eleita em Março de 2013 para o biénio 2013 e 2014, cumpriu o primeiro ano do seu mandato sob a égide dos princípios então definidos: 1 - nortear a acção pelos objectivos da Associação, constantes dos seus Estatutos; 2 –  articular três perspectivas de actuação em torno do conceito de PATRIMÓNIOS: defesa e preservação / divulgação / visibilidade de procedimentos, voltando a Associação para o exterior; 3 - adoptar um modelo de actuação ajustado às características do novo espaço da sua sede social, o FORUM DAS ASSOCIAÇÕES CULTURAIS DE TORRES VEDRAS.
Estes princípios revelaram-se adequados e conservam potencialidades para a correcta orientação estratégica da nossa actuação futura.
Segue-se a sistematização das actividades realizadas:
  


QUADRO 1

SISTEMATIZAÇÃO CRONOLÓGICA

Janeiro
9
Sessão sobre MONUMENTOS DE TORRES VEDRAS na Escola do 1º Ciclo de Dois Portos
27
Participação numa actividade da Casa do Benfica: explicação sobre o Forte de S. Vicente (in loco) com participantes numa marcha atlética
Fevereiro
2 e 3
Lançamento da revista O BARRETE
6
Reunião com a ESCO sobre possíveis acções de colaboração
     Março
7
Assinatura de Protocolo com a ESCO, em sessão pública
16
Visita guiada ao Centro Histórico
18
Reunião no Hotel do Seixo para possível colaboração
19
Visita ao C. Histórico com Associação dos Amigos do Castelo
20
Assembleia Geral Ordinária – eleição Corpos Gerentes
21
Participação na inauguração do Centro Interpretativo Da área de Paisagem Protegida das Serras do Socorro e Archeira
Abril
2
Reunião preparatória com Museu Municipal do Dia Intern. dos Monum. e Sítios (DIMS)
18
DIMS: Sessão na Igreja da Graça sobre “Pedras que falam”.
25
Visita guiada com Soc. Da Independ. Nacional: Varatojo, C. Zambujal e S. do Socorro
29
Início da reformulação dos Estatutos e do Regulamento do FORUM (cerca de 10 reuniões de trabalho nas semanas segyuintes)
      Maio
4
Visita guiada: Museu e Forte de S. Vicente
19
Sessão sobre “MONUMENTOS E PATRIMÓNIO” na Assoc. Recreat. Da Fonte Grada
29
Visita de reconhecimento ao Fortes das Linhas de Torres

Junho
1
Visita guiada aos Fortes das Linhas de Torres
12
Reunião no Cadaval s/ Projecto Leader
21
Sessão na capela do CAS Runa s/ história daquela instituição, integrada nas actividades de encerramento do Clube Senior da Câmara Municipal de TVedras
27 (até 7 Julho)
Participação na Feira de S. Pedro, com Exposição sobre os 100 anos de electricidade em TVedras
Julho
4 e 30
Reuniões no Cadaval sobre Projecto Leader Oeste
9
Visita guiada ao Forte do Alqueidão e Centro Interpr. Do Sobral de M. Agr, com utentes da Casa do Oeste
Agosto
12
Reunião com Pres. Junta de Matacães preparatória das Jornadas Europ. Do Patrimóno
20
Reunião no Campo Real para estudar hipóteses de trabalho conjunto
20
Reunião na Câmara Munic. para preparar colaboração no Projecto ISA (Idosos Activos e Saudáveis)
Setembro
2
Reunião na Esc. Sec. Henr. Nogueira para preparar visita guiada com grupo visitante de estrangeiros
3
Reunião com empresa Rotas do Oeste para preparar colaboração em visitas guiadas
4,5,6,8,10 e 11
Reunião geral na Câmara Municipal e depois nas igrejas com os vigilantes, no âmbito do projecto ISA: S. Pedro, Misericórdia, Graça, Stª Mª do Castelo e Turcifal
22
Jornadas Europ.Património: visita à Igr. Matacães e Santuário do Senhor do Calvário.
   Outubro
4
Ida ao Turcifal, questão das estelas funerárias
Novembro
5
Reunião no Museu Municipal sobre questão das Estelas do Turcifal
13
Visita guiada à Igr. Da Graça (Oficinas do Saber)
16
Visita guiada ao Centro Histórico
17
Visita guiada aos Fortes das Linhas de TV
  Dezembro
3
Reunião com P. Rui Gregório, Dois Portos, para preparar visita guiada
4
Visita guiada à igr de Dois Portos (Clube Senior)
7
Visita guiada aos Fortes das Linhas de TV com Rotas do Oeste
Visita guiada ao Museu e Forte de S. Vicente






















QUADRO 2

RUBRICA «PATRIMÓNIOS» NO BADALADAS

Ø 11 JANEIRO q O lugar da arqueol. no contexto actual da história das cidades (3ª Parte) à Isabel Luna
Ø 1 FEVEREIRO q Pesquisas no Centro Histórico – Breve Introdução (1ª Parte) à Emanuel Carvalho
Ø 22 FEVEREIRO q Pesquisas no Centro Histórico – Zona do Castelo (2ª Parte) à E. Carvalho
Ø 15 MARÇO q Pesquisas no Centro Histórico – Zona do Castelo (3ª Parte) à E. Carvalho
Ø 5 ABRIL q Pesquisas no Centro Histórico – Antigos Paços do Concelho (4ª Parte) à E. Carvalho
Ø 26 ABRIL q Pesquisas no Centro Histórico – Largos, Igrej. e grand. Edifícios (5ª Parte) à E. Carvalho
Ø 17 MAIO q Eu nasci no Centro Histórico (1ª Parte) à Ninéu
Ø 7 JUNHO q A malta da minha rua, no Centro Histórico (2ª Parte) à Ninéu
Ø 28 JUNHO q O meu clube é o Torreense – Algumas estórias (3ª Parte) à Ninéu
Ø 19 JULHO q Eu cresci no Centro Histórico (1ª Parte) à Quim Gago
Ø 9 AGOSTO q Os jogos da minha infância (2ª Parte) à  Quim Gago
Ø 30 AGOSTO q Gente da Nossa Terra (1ª Parte) à Leonor Madeira
Ø 27 SETEMBRO q Gente da Nossa Terra (2ª Parte) à Leonor Madeira
Ø 11 OUTUBRO q No Largo de Santo António (1ª Parte) à Mário Louro
Ø 1 NOVEMBRO q Lembrar o Padre Sousa, grande amigo e mestre (2ª Parte) à Mário Louro
Ø 22 NOVEMBRO q A geminação da fábrica Hipólito com a igreja de Santiago (3ª Parte) à Mário Louro
Ø 13 DEZEMBRO q Épocas e vivências no Centro Histórico (1ª Parte) à Elias de Carvalho
                                         
Muitas das actividades realizadas podem ser integradas em mais do que uma perspectiva de acção. Outras há que assumem claramente uma só vertente. Contudo,  é a pluralidade de significações que predomina.
Ainda assim podemos agrupar as actividades pela vertente dominante:

QUADRO 3
 SISTEMATIZAÇÃO TEMÁTICA

Visitas guiadas
13
Sessões públicas
5
Participação em acções conjuntas
2
Dias especiais (18 Abril / 22 Set)
2
Reuniões de trabalho com entidades
12
Rubrica «Patrimónios» no jornal Badaladas
17 / 6 novos autores
Reformulação dos Estatutos e Regulamento do FORUM
10

          - Blogues e facebook: presença regular ao longo do ano
          - Carnaval: publicação da revista O BARRETE (nº 17)
          - Feira de S. Pedro (módulo duplo) com exposição «100 anos de electricidade em Torres Vedras
          - Três entrevistas videogravadas no âmbito do projecto MEMÓRIAS DO SÉCULO XX
          - Projecto VIVA PATRIMÓNIO: reformulação no âmbito do LEADER OESTE
          - Publicação de 4 páginas no Badaladas, integradas na rubrica LUGAR ONDE

                             


PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2014

As grandes linhas de acção foram delineadas no Plano aprovado aquando da eleição desta Direcção. As diversas rubricas que nele se continham continuam a ser os nossos pontos de referência, e para isso daremos continuidade às actividades que os concretizam.
Contudo, este vai ser um ano especial pois é o da inauguração da sede do FORUM das Associações, do qual fazemos parte. O nosso trabalho terá de centrar-se na mudança de instalações, com tudo o que isso significa: embalar dezenas de caixotes e esvaziar a sede em que estivemos instalados perto de 20 anos, no prédio da antiga Creche do Povo, ao lado do Teatro-Cine; transportar tudo para a nova sede, na Travessa do Quebra-Costas, desembalar e reorganizar os espaços; preparar o «Quebra-Costas Bar» para ser inaugurado ainda no 1º semestre do ano e organizar a sua gestão, essencial para a sustentabilidade económica deste projecto; articular acções com as outras associações sediadas no FORUM, nomeadamente um programa  conjunto de inauguração, a concretizar no 2º semestre.
Assim sendo, o volume de actividades normais da Associação terá um natural decréscimo. Ainda assim, propomos-nos dar continuidade a:
- Visitas guiadas que nos forem solicitadas
- Publicação da rubrica «Patrimónios» e páginas LUGAR ONDE no Badaladas
- Colaboração com os Projectos ISA e OFICINAS DO SABER (Câmara Mun. TV)
- Candidatura ao Programa LEADER OESTE, no âmbito do projecto VIVA PATRIMÓNIO
- Comemoração do Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (Abril) e Jornadas
          Europeias do Património (Setembro)
- Presença regular na Internet



Torres Vedras, Assembleia Geral de 23 de Maio de 2014
A DIRECÇÃO DA ADDPCTV






ooooooooOOOooooooo


ASSEMBLEIA GERAL - 20 MARÇO 2013

.

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DE 2012



DEFESA E PRESERVAÇÃO DO PATRIMÓNIO

Ø    Prosseguiu-se a actualização dos registos fotográficos. Organizaram-se dossiers 
       temáticos.
Ø    Realização, no Auditório Municipal, de 5 debates sob o tema genérico “MAIS VIDA NO 
       CENTRO HISTÓRICO”, nos dias 10 e 24 de Março; 14 e 28 de Abril; 12 de Maio. 
       Publicação de um documento / síntese final, enviado a diversas entidades.
Ø    Participação num debate sobre vida cultural torriense, organização da ESTUFA (10 Fev)
Ø    Blogue PATRIMÓNIOS: mais de cem textos ilustrados com fotos. Intervenções 
       regulares no facebook. Cerca de 24 000 visitas.
Ø    Rubrica PATRIMÓNIOS, no Badaladas: 17 artigos
Ø    Quatro reuniões com Presidente da Junta de S. Pedro sobre a loja da Corredoura 
       (vestígios da muralha) e obras no Centro Histórico.
Ø    Reunião na Câmara Municipal sobre “Projecto Bússola –Cidades saudáveis”
Ø    Participação numa manifestação pública contra o Parque Eólico na Serra de 
       Montejunto.
Ø    Participação numa sessão pública na Junta de Freguesia do Turcifal, com o vereador 
       Carlos Bernardes, sobre a classificação da paisagem protegida da Serra do Socorro e 
       Archeira.
Ø    Visita ao Castro do Zambujal com Dr. Michel Kunst.
Ø    Reunião com equipa de acompanhamento do C.  Histórico da Câmara Municipal
Ø    Reunião na Câmara Municipal para dar parecer sobre projecto de sinalética do Castelo
Ø    Diversas visitas à obra de restauro do Chafariz dos Canos com tomadas de posição e 
       pareceres sobre pormenores da obra.
Ø    Projecto “Torres Vedras – Memórias do Séc. XX”: realização de sete entrevistas 
       videogravadas


 DIVULGAÇÃO

Ø    Rubrica PATRIMÓNIOS no Badaladas: 17 artigos
Ø    Suplemento no Badaladas evocativo do 1º Centenário da Luz Eléctrica em T Vedras, 30
        Novembro, integrado na COMEMORAÇÃO DOS 100 ANOS DE ELECTRICIDADE EM 
        TORRES VEDRAS, programa organizado pela Associação do Património no qual se 
        incluiu: acção de rua, com leitura de poemas alusivos à luz; sessão 
        pública/Conferência nos Paços do Concelho; Conferências pelo Dr. Jorge Custódio nas 
        duas Escolas Secundárias da cidade de Torres Vedras; visita ao Museu da 
        Electricidade em Lisboa.
Ø    Não foi possível concretizar a participação na TV local.
Ø    Entrevista dada à Rádio MaisOeste, das Caldas da Rainha, sobre o nosso Património.
       Perspectivas de colaboração futura, não concretizadas por falta de colaboradores            
       disponíveis…
Ø    Reedição de um folheto informativo sobre a ADDPCTV
Ø    Edição de “Eventos” no facebook
Ø    Visita guiada ao Convento do Varatojo com 25 pessoas de Coimbra
Ø    Visita ao Centro Interpretativo das Linhas de TV de Bucelas
Ø    Visita guiada ao Castro do Zambujal com cerca de 200 alunos da Esc. P. Vitor Melícias.
Ø    Visita guiada ao Castro do Zambujal com 3 turmas do 2º Ciclo do Colégio Frei 
       Cristóvão de A-dos-Francos
Ø    Visita à Ermida da Srª do Ameal
Ø    Visita à Quinta do Manjapão (Turcifal, com Luís Carneiro)
Ø    Visita guiada aos monumentos do C. Histórico com 5 fotógrafos (Marco Branco)
Ø    Visita guiada às Igrejas de T Vedras, com 6 visitantes (Reunião anual de ex-comandos)
Ø    Visita à Quinta das Lapas, contacto DIANOVA
Ø    Visita guiada ao C. Histórico de T Vedras com 25 pessoas (Administrativos dos Centros 
       de Saúde do Oeste)
Ø    Visita guiada às termas dos Cucos ( cerca de 200 pessoas)
Ø    Duas sessões “MONUMENTOS DA MEMÓRIA”, Esc. Sec H. Nogueira
Ø     Sessão “MONUMENTOS DA MEMÓRIA” – na ESCO T Vedras
Ø    Passeio cultural de dois dias a Penacova e Coimbra
Ø    Administração dos blogues: http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com e
               http://linhasdetorres.blogspot.com ; presença regular no Facebook
Ø    Contactos com a ESCO com vista a concretizar uma parceria de acção


 VISIBILIDADE E INTERCÂMBIO

Ø    Não foi possível participar na Feira de S. Pedro, por falta de resposta das autarquias 
       sobre a questão da loja da muralha
Ø    Edição do nº 16 da revista O BARRETE
Ø    Contactos com as Escolas do Concelho, de divulgação do Património.
Ø    Participação no Projecto “Estórias da minha terra” da Esc. Sec. Madeira Torres, com a
       atribuição de prémios de fotografia
Ø    5 Sessões nas Escolas Secundárias de T Vedras, Maxial e ESCO
Ø    Continuação da nossa participação activa no FORUM das Associações. Realização de    
       reuniões com as outras associações para definir futuras acções na nova Sede
Ø    Participação no Programa Nacional de comemoração do Dia Internacional dos  
       Monumentos e Sítios com um PROGRAMA DE ACÇÕES divulgação da Gruta Calcolítica 
       da Ermegeira (Mon. Nac) no Maxial, com a colaboração da Junta de Freguesia e 
       Escolas do Maxial: Exposição, Sessão pública, sessões com Escolas, visita à Gruta e 
       Passeio Pedestre
Ø    Jornadas Europeias do Património: “Passeio da Memória” com A.A. Sales; “Memórias  
       de Pedra – lápides sepulcrais da Igreja da Graça”, por J M. Duarte.
Ø    Participação numa reunião de divulgação do Projecto BÚSSOLA (Câm. Mun. T Vedras)
Ø    Dada a fraca mobilização, não participámos este ano no projecto COSTA VIVA, ao 
       contrário dos anos anteriores.
Ø    Integrámos o Comité Local “Quality Cost”, participando em 2 reuniões.



.....................................................................................................................

Apresentação de uma lista candidata aos Corpos Gerentes 
para o biénio 2013/2014

CORPOS GERENTES DA ADDPCTV
2013/2014


ASSEMBLEIA GERAL

Carlos Manuel Conceição Guardado Silva
Maria Margarida Santos Brilha Roque Vale
Joaquim Ramos Cosme


DIRECÇÃO


Joaquim Manuel Jorge Moedas Duarte

José Pedro Geraldes Sobreiro

Luís Filipe Oliveira Rodrigues

Carlos António Nunes Ferreira

Pedro Carlos Marques Fiéis 


CONSELHO FISCAL


António Manuel Ezequiel Duarte

Joaquim Esteves Jordão Pereira

José Eduardo Miranda Santos Sapateiro



Lista eleita por unanimidade pelos 24 associados presentes

...


ADDPCT-2                             


Em documento distribuído aos associados presentes, a lista eleita apresentou os seguintes 
princípios:

1.        Orientar a sua acção pelos objectivos da Associação, constantes dos seus Estatutos
2.        Reafirmar as Linhas de Acção já seguidas na anterior gerência em torno do conceito de 
           PATRIMÓNIOS: Defesa e Preservação  / Divulgação / Visibilidade de acção
3.        Adoptar um modelo de actuação ajustado às características do novo espaço da sua sede
           social, o FORUM DAS ASSOCIAÇÕES CULTURAIS DE TORRES VEDRAS.
               

Para a concretização destes princípios propõe o seguinte

PLANO DE ACTIVIDADES

1.       DEFESA E PRESERVAÇÃO

·         Actualização dos arquivos e bases de dados
·         Organização de debates públicos elegendo anualmente um tema relevante que unifique e oriente a reflexão interna e a intervenção na comunidade concelhia
·         Acompanhamento e intervenção pública em casos concretos relacionados com o Património
·         Elaboração de pareceres e propostas, no âmbito das competências legalmente atribuídas às associações de defesa do património (Lei nº 107/2001 de 8 de Setembro)
·         Continuação do Projecto MEMÓRIAS DO SÉC. XX: recolha de depoimentos, fotografias e notícias de jornal com vista à reconstituição do tecido social e comercial de T Vedras
·         lançamento do projecto HISTÓRIA E DINÂMICAS DA CULTURA LOCAL / TORRES VEDRAS 1980-2010, para recolha e estudo sistematizado de dados sobre a vida cultural torriense no período indicado
·         Realização de Colóquios/Tertúlias  sob a designação ARTES E OFÍCIOS, com artesãos de diferentes gerações, em que se propõe um confronto entre as suas práticas, em articulação com o IAO (Inst. Artes e Ofícios)
·         Insistência junto das autarquias locais para a criação do Centro Interpretativo da Corredoura


2.       DIVULGAÇÃO

·         Intervenção regular nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente: continuidade da rubrica PATRIMÓNIOS, no jornal Badaladas; Participação na programação da TORRES TV
·         Organização de passeios culturais temáticos CAMINHOS DA MEMÓRIA: Moinhos e Azenhas; Quintas e Solares; Os quatro Conventos; Santuários e Ermidas; Pelo Termo de Torres Vedras; Outras terras, Outros Patrimónios
·          Prestação de serviços: visitas guiadas (Roteiros Turísticos) e sessões de divulgação e/ou formação no âmbito do projecto AO ENCONTRO DA HISTÓRIA
·         Presença na internet: continuidade dos blogues “Patrimónios”



3.       VISIBILIDADE E INTERCÂMBIO DE ACÇÃO

·         Participação em eventos e acontecimentos locais: Feira de S. Pedro, Carnaval (revista O BARRETE), seminários,  debates, etc
·         Continuação da participação no Dia Internacional dos Monumentos e Sítios (18 Abril) e nas Jornadas Europeias do Património (Setembro), em articulação com a DGPC (Dir. Geral do Patrim. Cultural)
·         Criação da Secção PATRIMÓNIO E ESCOLA, procurando formas de acção conjunta com as Escolas do concelho
·         Estabelecimento e / ou continuidade de protocolos de parceria com a ESCO (Escola de Serviços do Oeste), IAO (Instituto de Artes e Ofícios), Escolas Secundárias e autarquias locais.
·         Participação em:  programa de actividades para a inauguração do espaço comum do FORUM; actividades de dinamização permanente; acções de  consolidação daquele projecto associativo
Torres Vedras, 20/Março/2013
A LISTA ELEITA PARA OS CORPOS GERENTES
DO BIÉNIO 2013/14


ooooooooOOOOOOOOOoooooooo



 ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA - 3 MARÇO 2012

RELATÓRIO DAS ACTIVIDADES DE 2011

A presente Direção, eleita em 2011, apresentou um Plano de Atividades para o biénio de 2011 / 2013 que, partindo de alguns princípios, propunha três linhas condutoras da nossa atuação como Associação do Património de Torres Vedras:
1.      Defesa e Preservação
2.      Divulgação
3.      Visibilidade e intercâmbio de ação.

Vejamos o que foi feito em cada um destes parâmetros:

1.      Defesa e Preservação do Património

a)      Continuação da organização dos registos fotográficos. É um trabalho moroso, em permanente atualização e que se ressente do facto de não termos até agora uma sede definitiva.
b)      Acompanhamento crítico das obras realizadas na cidade, sobretudo no que respeita à envolvente da Igreja de S. Pedro e Chafariz dos Canos. Encontros informais com responsáveis da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de S. Pedro.
c)      Preparação de um ciclo de debates sob o tema “MAIS VIDA NO CENTRO HISTÓRICO”. Para esse efeito, e de acordo com o Artº Quinto dos Estatutos, foi criada a SECÇÃO “Debates”, coordenada pelo associado Rui Matoso que, em colaboração com a Direção, lançou este Ciclo de 5 debates, que decorrerá em Março (10 e 24), Abril (14 e 28) e Maio (12), no Auditório Municipal.



2.      Divulgação do Património

a)      Intervenção regular no jornal BADALADAS, através da rubrica “Patrimónios”, que tem vindo a ser publicada desde setembro de 2010 e em que já saíram 22 textos de 9 autores. Centrada na temática do Centro Histórico, procura problematizar e encontrar linhas de solução para a crescente desertificação daquele espaço urbano.
b)      Edição de um desdobrável informativo sobre a addpctv.
c)      Realização de 9 VISITAS GUIADAS, com a participação de 290 pessoas ( Centro Histórico, Fontanários e Chafarizes, Fortes das Linhas de Torres Vedras, Quinta das Lapas, Ermidas de Dois Portos, Convento do Varatojo e Castro do Zambujal).
d)      Realização de 3 sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA.
e)      Criação da Secção “Rotas Turísticas”, coordenada pelo associado Pedro Fiéis que, em colaboração com a Direção, criou um conjunto de itinerários para visitas guiadas, a lançar junto dos estabelecimentos hoteleiros. Início de uma parceria com a empresa turística Inalva para a sua concretização. 
f)        Continuação da presença na internet com os dois blogues da Associação http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com/ e http://linhasdetorres.blogspot.com/, os quais registaram um número significativos de visitas. Manutenção da presença na rede Facebook, com forte adesão expressa.

3.      VISIBILIDADE E INTERCÂMBIO DE AÇÃO

a)      Participação em debates e organizações públicas: Dia Internacional dos Monumentos e Sítios – 18 abril, parceria com o Museu Municipal Leonel Trindade; 2º Congresso Nacional de Cultura Avieira, em Santarém – 17 e 18 junho; Jornadas Europeias do Património, com inclusão no mapa nacional de eventos do Igespar – 24 setembro; Comité Municipal Quality Cost – 18 novembro; Workshop da Escola de Formação Profissional da APECI – 25 novembro; II Encontro Municipal de Arquitetura e Urbanismo – 7, 14, 21 e 28 outubro; Passeio Cultural ao Museu do Pão em Seia – 5 outubro.
b)      Candidatura ao Programa Leader, para a realização de Rotas Turísticas no concelho e na região Oeste, que acabou por não ser selecionada.
c)      Lançamento do livro TORRES VEDRAS ANTIGA E MODERNA, de Júlio Vieira, editado em parceria com a Editora local LivrodoDia – 9 de Maio, com a presença do nosso conterrâneo e associado D. Manuel Clemente, Bispo do Porto.
d)      Edição e lançamento do nº 15 da revista O BARRETE.
e)      Ação de educação ambiental Costa Viva – limpeza das dunas no litoral concelhio, com outras associações e escolas do concelho – Junho.
f)       Lançamento de diversos projetos que constituirão a espinha dorsal do programa de atividades para o ano de 2012.
g)      Elaboração de um conjunto de programas radiofónicos que foram propostos às duas Rádios locais (Rádio Oeste e Rádio Europa), com textos de divulgação do Património e seleção de música de qualidade. Infelizmente não tivemos recetividade por parte dos responsáveis destas emissoras.


Torres Vedras 3 de março de 2012


A DIREÇÃO da ADDPCTV



...........................................................................................




PLANO DE ATIVIDADES PARA 2012

Tendo em conta o horizonte temporal de dois anos de mandato da atual Direção, pretendemos dar continuidade às linhas de orientação apresentadas aquando da nossa eleição no ano transato, a saber:

·  Aprofundar a renovação de metas e processos de trabalho adotados nos últimos anos
·  Aumentar a eficácia na defesa dos objetivos da Associação, constantes dos seus Estatutos
·  Reafirmar as Linhas de ação já anteriormente definidas em torno do conceito de PATRIMÓNIOS: Defesa e
        Preservação  / Divulgação / Visibilidade de ação

Para a concretização destes princípios propomos: 

DEFESA E PRESERVAÇÃO

·  Atualização de inventários e de registos fotográficos.
·  Organização de debates e colóquios.
·  Divulgação de leis e de textos de referência sobre defesa e preservação do Património.
·  Acompanhamento e intervenção pública em casos concretos relacionados com o nosso Património
·  Elaboração de pareceres e propostas, no âmbito das competências legalmente atribuídas às associações de
      defesa do património (Lei nº 107/2001 de 8 de Setembro)


 DIVULGAÇÃO

·  Intervenção regular nos órgãos de comunicação social regional, nomeadamente: continuidade da rubrica
PATRIMÓNIOS, no jornal Badaladas; Início de colaboração com a TV local.
·  Edição de materiais de publicidade simples e sugestivos para lançamento das diversas atividades.
·  Participação na Feira de S. Pedro com uma maquete do Chafariz dos Canos.
·  Organização de um passeio cultural a local a definir.
·   Prestação de serviços: visitas guiadas, sessões de divulgação e/ou formação
·   Presença na internet: continuidade dos blogues “Patrimónios” (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.cm)
        e “Linhas de Torres Vedras”(http://linhasdetorres.blogspor.com);  Facebook...
·   Intercâmbio e parcerias com outras associações.


VISIBILIDADE  E INTERCÂMBIO DA AÇÃO

·  Presença em eventos e acontecimentos locais: Feira de S. Pedro, Carnaval (revista O BARRETE), seminários, 
debates, etc
·   Colaboração com as escolas: participação no projeto “Estórias da minha terra”, da Esc. Sec. Madeira Torres;
        parceria com a ESCO – Escola de Comércio e Serviços do Oeste; realização de sessões de História Local.
·  Disponibilidade de apoio às autarquias no âmbito da divulgação do seu Património.
·  Participação no DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS (18 abril) e nas JORNADAS EUROPEIAS DO
      PATRIMÓNIO ( setembro)
  .   Participação no projeto BÚSSOLA, da Câmara Municipal de Torres Vedras, que visa facultar ações formativas  
       para jovens em situação de risco.
·  Participação no COSTA VIVA – limpeza do litoral, em colaboração com as escolas, Espeleo-Clube e Pelouro do
Ambiente da Câmara Municipal.
 


Para além disto, apontamos como objetivos de ação para este ano o desenvolvimento dos Projetos já iniciados, a saber:

1.      TORRES VEDRAS – MEMÓRIAS DO SÉC. XX
Recolha de depoimentos pessoais, fotos e notícias de jornal para elaboração de um arquivo de memórias orais e gráficas.
2.      CENTRO INTERPRETATIVO DA CORREDOURA
Aproveitamento do espaço onde se encontra o vestígio das muralhas, frente ao Chafariz dos Canos, para evocação da vila medieval.
3.      VIVA HISTÓRIA
Organização de visitas guiadas, com percursos históricos no Oeste, disponibilizando este serviço junto dos agentes turísticos.
4.      HISTÓRIA E DINÂMICA DA CULTURA LOCAL
Criação de um arquivo digital da história cultural recente de Torres Vedras (1980/2010)
5.      AO ENCONTRO DA HISTÓRIA
Realização de sessões públicas, a pedido de pessoas e entidades interessadas, sobre temas da História Local.
6.      PATRIMÓNIOS
Rubrica com publicação regular no semanário Badaladas.
7.      FORUM DAS ASSOCIAÇÕES
Participação no projeto comum da construção das sedes das Associações parceiras neste projeto. Nomeadamente: realização de um programa comum de inauguração das novas instalações.



Torres Vedras, 3 de março de 2012

A DIREÇÃO DA ADDPCTV








ooOooOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOooOoo


ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA - 28 JANEIRO 2011



RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATIVO AO ANO DE 2010
[Resumo]


DEFESA DO PATRIMÓNIO

Foi organizado o Arquivo Fotográfico. Fez-se a transferência de materiais da Associação para uma nova arrecadação

27 de Janeiro: participámos na Sessão “Quintas com Livros”, organizada pela Biblioteca Municipal, sobre o livro “El-Rei Junot”, integrada nas Comemorações dos 200 anos da GPen.

21 de Abril: participámos como prelectores num colóquio “Património(s)- Contra o Esquecimento” no Externato de Penafirme.

7 de Maio: participámos numa acção sobre gastronomia da época das Invasões Francesas, no Restaurante Duas Quintas, na Ribaldeira

24 de Setembro: realizámos uma Sessão Pública no Auditório Municipal, integrada nas Jornadas Europeias do Património, intitulada “Mo(nu)mentos da Memória”

21 de Outubro: dinamizámos um debate no Teatro-Cine, integrado no ciclo “Café com Filmes”, organizado pelo Académico de Torres Vedras, a partir do filme “Ruínas” de Manuel Mozos.

4 de Novembro: interviemos no debate público realizado nos Paços do Concelho sobre reabilitação do Centro Histórico

3 de Dezembro: organizámos uma Sessão Pública, no Auditório Municipal, intitulada “Chafariz dos Canos – um longo passado, um triste presente, que futuro?”

Ao longo do ano foram sendo publicados textos e legislação no blogue “Patrimónios”


Interviemos no jornal Badaladas, bem como no dois blogues da Associação. Igualmente interviemos de forma crítica com regularidade no Forum de discussão do site da Câmara Municipal de Torres Vedras


DIVULGAÇÃO


Intervenção regular na imprensa, rádios e televisões regionais: continuidade das rubricas na imprensa; edição de dois Suplementos no Badaladas sobre a Guerra Peninsular; Programa semanal na Rádio Oeste; criação de um apontamento sobre Património Local na TV regional

Publicação de 17 artigos integrados na rubrica “Bicentenário das Invasões Francesas”

Publicação de um Suplemento no Badaladas sobre o mesmo tema


O mapa final de balanço destas publicações vai em anexo a este relatório

20 de Março: participámos na organização de uma visita guiada às Linhas de T Vedras para um grupo de antigos alunos do Colégio Militar

18 de Abril: organizámos uma visita guiada ao Forte da Forca, integrada no “Dia Internacional dos Monumentos e Sítios”

26 de Setembro: integradas nas Jornadas Europeias do Património, organizámos visitas guiadas ao Convento do Varatojo, Castro do Zambujal e Igreja de S. Pedro.

De Janeiro a Abril participámos num Curso de Formação sobre a Guerra Peninsular

1 de Outubro: visita para reconhecimento fotográfico da Gruta Calcolítica da Ermegeira

15 de Dezembro: Visita guiada ao Centro Histórico de T Vedras com alunos da Escola Stuart de Carvalhais, de Massamá

Administração dos blogues: http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com e

http://linhasdetorres.blogspot.com ; inscrição no Facebook


Iniciámos intercâmbio com a Associação de Marchas e Passeios do Concelho de Torres Vedras, com a qual fizemos a visita guiada ao Varatojo e Castro do Zambujal

Mantemos contacto com o Instituto de Cultura Europeia e Atlântica, da Ericeira, o qual publica no seu Boletim on-line os nossos textos do Bicentenário das Invasões Francesas.


VISIBILIDADE E PARTILHA DA ACÇÃO

Participámos na Feira de S. Pedro com uma maqueta do Forte de S. Vicente

Editámos o nº 14 da revista de Carnaval O BARRETE


Contactámos as Escolas do Concelho oferecendo-nos para acções de divulgação do Património.


Continuámos a nossa participação activa na liderança do projecto FORUM DAS ASSOCIAÇÕES que passou a fazer parte do TORRES AO CENTRO, em parceria com a Câmara Municipal de Torres Vedras


Participámos na Comissão Municipal dos 200 anos das Linhas de Torres Vedras

Realizámos 12 sessões do modelo “AO ENCONTRO DA HISTÓRIA”, com a participação total de cerca de 700 pessoas, conforme mapa em anexo

Continuámos os trabalhos de edição do livro de Júlio Vieira, Torres Vedras Antiga e Moderna: ficou a nosso cargo a tarefa morosa de revisão final das provas que realizámos. Vicissitudes várias, de que não somos responsáveis, fizeram atrasar a publicação que será feita, finalmente, em 9 de Maio próximo.

Em 7 de Junho participámos mais uma vez na acção Costa Viva – limpeza do litoral, em colaboração com as Escolas, Espeleo-Clube e Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Torres Vedras

+ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + +




 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DE 2009

1. Administração

i. Dado o carácter temporário da instalação da Sede em edifício camarário, não têm sido realizados investimentos e melhoramentos nos espaços que ocupamos. Devido a futuras obras num espaço anexo que ocupávamos como armazém, tivemos de transferir os equipamentos para outro espaço, no edifício da Sede actual.
ii. Os ficheiros de sócios e o arquivo de documentação têm sido actualizados sempre que necessário.

  1. Estudo, inventariação e preservação do património

i. Digitalização de alguns materiais gráficos do arquivo.
ii. Realização de contactos informais com vista à concretização de um inventário actualizado do património torriense. Ainda incipiente, esta actividade é uma das que constituem um desafio à nossa missão associativa.
iii. Apresentação à Câmara Municipal de Torres Vedras de um parecer escrito sobre o projecto de intervenção urbanística no Largo Morais Sarmento, junto ao Castelo.
iv. Resposta a uma notificação do Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa, pedindo um perito na área da molinologia. Foi indicado o nosso associado, estudioso desse assunto, Ezequiel Duarte.

  1. Publicações

i. Continuámos a publicação quinzenal da rubrica "Bicentenário das Invasões Francesas" no semanário Badaladas. Até ao presente foram publicados 47 artigos.
ii. No mesmo jornal foi publicado em 14 de Agosto de 2009, o 2º Suplemento sobre a Guerra Peninsular, com quatro páginas a cores.
iii. Foram publicados 24 artigos da rubrica "Imagens da Guerra Peninsular" no extinto semanário "Em Frente Oeste"
iv. Continuámos a publicação na internet do blogue Linhas de Torres, dedicado à Guerra Peninsular, (http://linhasdetorres.blogspot.com/). que tem tido uma média diária de 20 a 30 visitas.
v. Criámos em Novembro de 2009 o novo blogue Património de Torres Vedras, (http://patrimoniodetorresvedras.blogspot.com/), que constitui o espaço da nossa Associação no mundo da Internet e que desejamos que seja, cada vez mais, um lugar de informação rápida e actualizada junto dos nossos associados e amigos.
vi. Foram feitos contactos para a criação de um site, que será a continuação natural do trabalho realizado até agora no âmbito da nossa presença na net.
vii. Livro de Júlio Vieira, Torres Vedras Antiga e Moderna: a sua publicação, que esteve prevista para 2009, não foi possível por diversas razões de carácter técnico. Está na editora e esperamos que seja possível - finalmente! - a sua publicação em Maio p.f.
viii. Foi editado o n2 13 da revista O BARRETE.

4.  Acções diversas

i. Passeio Cultural de dois dias a Almeida e Buçaco, lugares da III invasão francesa, orientado pelo dr. Pedro Fiéis.
ii. Presença na Feira de S. Pedro, no pavilhão das associações, com resultados muito positivos no que diz respeito à divulgação das nossas actividades e aos contactos realizados.
iii. Apoio a alguns grupos de jovens que pediram a nossa colaboração em trabalhos escolares.
iv. Preparação de materiais de divulgação e apoio para as sessões AO ENCONTRO DA HISTÓRIA, no âmbito da nossa participação nas actividades comemorativas dos 200 anos das Linhas de Torres Vedras.
v. Trabalhos preparatórios da 3ª edição da Exposição TRAÇOS DE IDENTIDADE, a realizar em Abril de 2011.
vi. Participação activa no projecto FÓRUM DAS ASSOCIAÇÕES DE TORRES VEDRAS
vii. Participação activa na Comissão Executiva das Comemorações dos 200 anos das Linhas de Torres Vedras.
viii. Participação regular no FÓRUM do site da Câmara Municipal, um espaço de apresentação e discussão de problemas do quotidiano torriense.
ix. Elaboração de um projecto de programa na Rádio Oeste, de periodicidade semanal, com o título "Patrimónios", o qual terá início durante o próximo mês de Abril.

--------------------------------------------------------------------

       PLANO DE ACTIVIDADES PARA 2010

 Dado que estamos a meio do mandato de dois anos, a Direcção propõe-se dar continuidade às actividades em curso e renovar alguns projectos antigos que ainda não foram concretizados

1.      Defesa do Património:

                 i.          Actualização de inventários e de registos fotográficos
                ii.          Organização de debates públicos: “Direitos urbanos e Cidadania”; “ Património Hoje”
              iii.          Divulgação de Legislação e de textos de referência sobre questões do Património
              iv.          Denúncia pública de actuações incorrectas no âmbito do Património
                v.          Elaboração de pareceres, ao abrigo das competências legalmente atribuídas às associações de defesa do Património reconhecidas pela Lei nº 107/2001 de 8 de Setembro.

2.      Divulgação:

                 I.          Intervenção regular na imprensa, rádios e televisões regionais: continuidade das rubricas na imprensa; edição de dois Suplementos no Badaladas sobre a Guerra Peninsular; Programa semanal na Rádio Oeste; criação de um apontamento sobre Património Local na TV regional
               II.          Edição de folhetos, guias, desdobráveis, painéis: material actualizado sobre a ADDPCTV; núcleo expositivo no torreão do Castelo, com painéis ilustrados; Núcleo interpretativo da muralha de Torres Vedras, junto ao Chafariz dos Canos
             III.          Organização de visitas guiadas: às Linhas de Torres Vedras; ao Forte de S. Julião da Barra
             IV.          Prestação de Serviços: guias turísticos, sessões de divulgação, formação
               V.          Utilização dos meios informáticos disponíveis: site, blogues, redes sociais
             VI.          Intercâmbio com outras associações: continuação do primeiro encontro realizado na Ericeira

3.      Visibilidade e partilha da acção

                 i.          Participação activa em eventos e acontecimentos relacionados com o Património: Feira de S. Pedro, Carnaval (O Barrete nº 14), sessões públicas por iniciativa de terceiros
                ii.          Criação de Núcleos Escolares de Defesa do Património, em colaboração com os grupos disciplinares de História
              iii.          Participação na Direcção do FORUM DAS ASSOCIAÇÕES
              iv.          Participação na Comissão Municipal dos 200 anos das Linhas de Torres Vedras
                v.          Edição do livro de Júlio Vieira, Torres Vedras Antiga e Moderna
              vi.          Exposição fotográfica TRAÇOS DE IDENTIDADE: trabalhos preparatórios
             vii.          Costa Viva – limpeza do litoral, em colaboração com as Escolas, Espeleo-Clube e Pelouro do Ambiente da Câmara Municipal de Torres Vedras